Cartazes para a segunda edição do evento que reúne exposição e performances que utilizam objetos acústicos, eletroacústicos, eletrônicos, digitais e mistos como instrumentos sonoros/musicais.

Cartaz com instrumento composto por pedaçõs de um violino, brinquedos e um saxofone.
Cartaz com instrumento músical imaginário criado com motores elétricos, tambores, computadores e caixas de som.
Cartaz com instrumento músical imaginário criado com um vaso de planta, sintetizadores, flauta e uma galinha.

Contexto
Os termos luteria e experimental ampliam, conjuntamente, a ideia do luthier tradicional, especialista fazedor de instrumentos de cordas da idade média e ajudam a avançar até o faça você mesmo (DIY) contemporâneo que envolve os mais variados tipos de experimentos de construção de objetos acústicos, eletroacústicos, eletrônicos e até mesmo digitais. Todos esses processos têm como traço comum o pensamento voltado para produção sonora e/ou musical. Essa multiplicidade de práticas agrega diversas linguagens artísticas, como por exemplo a dança (instrumentos acoplados ao corpo), a música de cena (instrumentos plasticamente inseridos no cenário do teatro), cinema e vídeo (sonorização ao vivo e vídeo-instalações) e as artes visuais (instalações sonoras e plásticas sonoras).​​​​​​​

Desafio
Criar os cartazes da segunda edição do evento que conta com exposição e performances que representam múltiplas formas de se construir instrumentos sonoros e musicais.

Solução
Após entender quais são algumas das diferentes formas de se trabalhar com luteria experimental – uso de objetos analógicos, digitais, cordas, brinquedos etc. – criamos digitalmente três diferentes instrumentos utilizando elementos advindos da música convencional mesclados com itens de outros universos como plantas, câmeras e até uma galinha.​​​​​​​