• ClienteCasa da Imagem
  • Data2019
  • LocalSão Paulo, Brasil

Identidade visual para a exposição Não Oficial no museu Casa da Imagem, sob curadoria de Henrique Siqueira e Monica Caldiron, com obras do fotógrafo Paulo D’Alessandro.

Folder e cartaz

Catálogo

Contexto
O museu Casa da Imagem é uma instituição voltada à memória fotográfica da cidade de São Paulo, e desenvolve exposições e eventos que estimulam a percepção da cidade e sua memória. Em julho de 2019, sob curadoria de Henrique Siqueira e Monica Caldiron, o museu inaugurou a exposição “Não Oficial”, com obras do fotógrafo Paulo D’Alessandro. Suas fotografias retratam festas da alta sociedade paulistana por meio de imagens com enquadramentos inusitados e personagens que aparentam ser “cúmplices” de seu olhar que registra crônicas sociais. próximo, na personalização dos pedidos e na alta qualidade gráfica.

Desafio
Criar a identidade visual e caminhos para o projeto expográfico de modo a dialogar com a crítica de costumes e diferentes camadas de interpretação propiciadas pelo trabalho do fotógrafo. Além disso, seria interessante transmitir de alguma forma a cumplicidade entre fotógrafo e personagem, visível em seus retratos.

Solução
O projeto gráfico é composto por letras de pesos e larguras diferentes e cores que se relacionam com a temática do fotógrafo. O projeto expográfico busca explorar o questionamento sobre autoimagem por meio de um espelho instalado na sala principal e de um flash acoplado a um temporizador que dispara sua luz de tempos em tempos – simulando o trabalho de um paparazzo. A irreverência também está presente na exposição através das pinturas das paredes, já que as cores extrapolam os limites de cada espaço, “invadindo” a parede ao lado. As legendas seguem a mesma proporção dos retratos, ressaltando seus diferentes recortes – característica do trabalho do fotógrafo.